História da Fotografia Abstrata

Através da fotografia abstrata, até mesmo os objetos mais mundanos podem ser artisticamente representados de maneiras novas e excitantes. Através de uma série de ferramentas e técnicas fotográficas, como close-up extremo, lentes especiais, filtros, cortes simples e iluminação, um fotógrafo pode traduzir objetos figurativos em belas formas abstratas. Se você gostaria de descobrir novos trabalhos abstratos de fotógrafos emergentes, nós o convidamos a explorar a seleção internacional de fotografias abstratas para venda na Saatchi Art.

PESQUISAS RELACIONADAS

Padrões De Fotografia , Fotografia Geométrica , Fotografia Expressionismo Abstrato , Fotografia Abstrata

História da Fotografia Abstrata

Fotografia abstrata surgiu durante uma mudança de assuntos figurativos em outros campos da arte no início de 1900. Movimentos artísticos modernistas procuraram criar arte óptica que não se referisse a objetos no mundo real, e esse desejo foi transferido para a fotografia. Os fotógrafos tornaram os objetos figurativos irreconhecíveis, adotando uma nova abordagem para o meio, cortando e manipulando suas composições. Os primeiros fotógrafos abstratos se uniram em coletivos, como o Subjektive Fotografie e o Photo-Secession, para explorar o aspecto puramente visual do meio. Esses grupos fizeram experiências com close-ups, corte, impressão negativa e diferentes configurações de exposição. Movimentos posteriores, mais notavelmente o Surrealismo, também abraçaram as capacidades do meio, desenvolvendo ainda imagens irrealistas através de métodos de solarização e camadas. Esses fotógrafos abstratos tinham como objetivo estabelecer a fotografia como um campo que requer habilidade artística e desafiava a qualidade estritamente informativa da fotografia. Hoje, os fotógrafos ainda estão interessados ​​em criar composições abstratas, desta vez auxiliadas por tecnologia de câmera refinada e programas de software.

Técnicas Abstratas de Fotografia

O coletivo Subjektive Fotografie, fundado por Otto Steinert na década de 1950, criou fotografias de arte abstrata usando técnicas como close-ups, solarização e impressão negativa. Eles também experimentaram diferentes configurações de exposição de tempo e jogaram com perspectiva. Os fotógrafos surrealistas também eram conhecidos por usar táticas de manipulação similares em suas fotografias corporais abstratas. Dupla exposição, solarização, impressão combinada, montagem, rotações e outras formas de distorções foram empregadas pelos surrealistas para tornar suas fotos de nus femininos estranhas e oníricas. Os fotógrafos abstratos contemporâneos são capazes de experimentar diferentes lentes e configurações de foco, bem como usar a tecnologia de macros para aproximar o mais ínfimo dos assuntos. Os fotógrafos também costumam brincar com a luz, sombra, textura,

Artistas conhecidos pela fotografia abstrata

Paul Strand é creditado com a criação de algumas das primeiras fotografias abstratas significativas. Strand brincou com luz e sombra e incorporou linhas duras e geometria em suas imagens. Sua “Abstraction, Twin Lakes, Connecticut” (1916) representa literalmente as tabelas, mas Strand se concentrava no jogo de sombras que caía sobre elas. O mentor de Strand, Alfred Stieglitz, também é conhecido por suas composições abstratas modernas, como a série “Equivalentes” (1926), na qual tirou fotos de nuvens passageiras. Stieglitz também é conhecido por sua fotografia de retrato semi-abstrata de sua esposa, Georgia O’Keeffe. O Surrealista Man Ray é reconhecido por suas composições abstratas manipuladas como “Untitled” (1924), nas quais Ray brincava com espelhos para criar duplas de seus temas. Edward Weston ampliou os objetos da natureza, criando paisagens abstratas de vegetação.

Artista Edward Weston (1886-1958)
Biografia (Highland Park, Illinois, 24 de março de 1886 – Widcat Hill, 1 de janeiro de 1958) foi um dos fotógrafos estadunidenses mais importantes do século XX.

Aos 16 anos ganhou sua primeira máquina fotográfica e fez suas primeiras fotos, demonstrando um grande talento em sua infante prática no campo da fotografia artística. Com 20 anos já havia publicado seus trabalhos.

Em 1922, Weston fotografou seu filho Neil nu. Apesar de não ser exatamente um trabalho do estúdio, a imagem foi aceita como uma clássica escultura em fotografia.

Viajou ao México em 1923, acompanhado de sua companheira Tina Modotti, quando esta ficou viúva, e de um dos seus quatro filhos, Chandler, e lá permaneceram por três anos. Com a ajuda de Modotti, realizou um trabalho fotográfico de mais de 200 obras para o livro Ídolos por trás dos altares, de Anita Brenner.

Em 1926 voltou para a Califórnia. Esse período de 1926 a 1930 significou para Weston um dos mais significantes de sua carreira, realizando seus trabalhos mais representativos.

Visitou o Deserto de Mojave em 1928, onde se deparou pela primeira vez com a paisagem. O deserto o impressionou, e como resultado, abriu portas para novos caminhos criativos.

A partir de 1929, iniciou sua célebre série de arte abstrata. Realizou sua primeira exposição individual em Nova Iorque no ano de 1930. Dois anos depois, publicou seu primeiro livro de fotografias, The Art of Edward Weston (A arte de Edward Weston).

Em 1935 se estabeleceu em Santa Mônica, onde encontrou lugares de grande inspiração, como nas dunas da Baía do Oceano. Nos últimos anos de sua vida, sua obra se fez mais sutil e diversa, porém, sem a força dos trabalhos anteriores. Em 1946 se divorciou de sua segunda esposa, Charis, e lhe apareceram os primeiros sintomas da síndrome de Parkinson.

Em 1947 teve seu primeiro contato com a fotografia em cores, mas não sem certas reticências.

Fonte:Logomarca do Catálogo das Artes http://pt.wikipedia.org/wiki/Edward_Weston
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s